Web Toolbar by Wibiya Perda de Peso Intramuscular - Vitalyte - Medicina Ortomolecular | Nutrição | Anti-aging | Dermatología | (11)5523-4559 - vitalyte@vitalyte.com.br

Perda de Peso Intramuscular - Vitalyte - Medicina Ortomolecular | Nutrição | Anti-aging | Dermatología | (11)5523-4559 - vitalyte@vitalyte.com.br

Go to content

Main menu

Perda de Peso Intramuscular

Tratamentos > Estética > Enzimas
 
Perda de Peso Intramuscular

ENZIMAS PARA PERDA DE PESO INTRAMUSCULAR
As enzimas são drogas lipolíticas, ou seja, com afinidades por células adiposas. A aplicação consiste em uma “melange” (mistura) de quatro a seis componentes diferentes. Eles fazem a quebra da gordura, tornando assim mais fácil para ser excretada através da urina, suor e fezes.
Para a perda de peso é aplicada uma a duas injeções  intramuscular em cada glúteo.  Podemos também fazer tratamentos coadjuvantes com enzimas locais para perda da gordura localizada associada a injeção intramuscular.

ESTRIAS
As estrias são lesões irreversíveis e portanto não existe um tratamento que faça a pele voltar ao que era antes. Os tratamentos visam melhorar o aspecto das lesões, estimulando a formação de tecido colágeno subjacente e tornando-as mais semelhantes à pele ao redor.

As estão diretamente relacionadas a períodos de alterações hormonais, como a puberdade, gestação e obesidade. As alterações hormonais relacionadas a adrenarco, podem levar ao aparecimento de estrias. As estrias são mais freqüentes nas gestantes adolescentes quando comparadas a mulheres adultas grávidas. Isso ocorre em decorrência dos hormonios nas adolescência.
Além destas condições fisiológicas, há outros fatores que desencadeiam a formação de estrias, como o ganho de peso, o uso de corticóides sistêmicos e tópicos, e o aumento abrupto de massa muscular, observado em pessoas que se submetem a uma hipertrofia muscular rápida, acompanhada de distensão importante da pele.
As estrias vermelhas: são as chamadas estrias recentes. Normalmente, na sua fase inicial, as estrias apresentam-se avermelhadas ou arroxeadas, e vão gradativamente assumindo a coloração branca, podem ser precedidas de prurido no local de aparecimento.
Brancas: são as estrias antigas, que já não apresentam reação inflamatória
Atróficas: apresentam-se deprimidas em relação a superfície da pele.
Hipertróficas: fazem relevo com relação à superfície da pele.

TRATAMENTOS
O tratamento das estrias não é simples, uma vez que ainda não existe nenhum método capaz de resolvê-las por completo.

Tretinoína: A tretinoina tópica pode ser utilizada numa concentração de 0,1 a 1 %, promovendo uma melhora da pele do local e, atenuando a diferença entre as estrias e a pele normal.  Melhora o colágeno.

 
 
 
 
Back to content | Back to main menu Web Statisc